Afetada, imagem do produto agora tem de ser recuperada 31/03/2017

Por Assis Moreira | De Genebra

 
"A razia conduzida pelas autoridades brasileiras mostra que os mecanismos de controle brasileiros funcionam". A avaliação é da zelosa Divisão Federal de Segurança Alimentar e de Assuntos Veterinários (Osav), da Suíça. E está num texto com questões e respostas sobre "o escândalo da carne avariada no Brasil", publicada em seu site.
 
Mesmo com a mensagem tranquilizadora da Osav, importadores suíços suspenderam pedidos de carnes brasileiras após a Operação Carne Fraca. A situação na Suíça ilustra o estrago sobre a imagem do produto brasileiro no exterior. O quadro pode até estar se revertendo em relação a restrições em vários mercados. Mas produtores e políticos suíços têm aproveitado para detonar a carne brasileira, o que pode pesar nas negociações e derrubar os preços. A Suíça compra do Brasil principalmente frango. Importa ainda carne bovina e tripas para a fabricação das "cervelas", a salsicha nacional.
 
Por ora, não teve efeito o fato de o governo desse que é um dos países mais exigentes em questões sanitárias no mundo avisar que o sistema europeu de alerta rápido (RASFF) registrou desde o início do ano só 20 mensagens envolvendo carne de frango brasileira e nenhum problema em relação à carne bovina.
 
Na Eslováquia, as restrições seguem o que foi definido pela União Europeia, que proibiu as importações dos estabelecimentos investigados na Carne Fraca. Mas produtores locais de carnes "estão nadando de braçada" no rastro da operação. E o governo do país determinou a realização de seus próprios testes laboratoriais de amostras de produtos brasileiros de origem animal.
 
A imprensa eslovaca se mostra impressionada com o fato de que o país importa 9 mil toneladas de carne de frango do Brasil por ano. E passou a incitar os pais a se inquietarem com a saúde dos filhos e a perguntarem nas escolas de onde vem a carne da merenda.
 
O governo também está estimulando o consumidor a pesquisar a origem dos produtos e a preferir carnes nacionais. O Ministério de Agricultura eslovaco não está batendo muito na carne bovina, que o país não produz. O alvo é o frango brasileiro. A razão é que há 12 anos, a produção local de frango atendia 90% do consumo; em 2013, 50%, e hoje está abaixo desse percentual.
 
Fonte: Valor
Ouvidoria: 0800-724-3080 | Telefone: (18) 3311-0800 | Fax: (18) 3311-0815 | Rua Claudionor Sandoval, 741 - Jd. Paulista - Pres. Prudente-SP
COPYRIGHT © 2012 - Cross Investimentos - Consultoria Empresarial - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por: Luz Própria - Criação de Sites